roteiros

O que fazer em Lucerna – Roteiro de 1 dia e Curiosidades

Rota do Walking Tour da cidade

20 set 2017

O que fazer em Lucerna? Foi a primeira coisa que me perguntei quando decidi firmar base lá para visitar montanhas e lagos. Ficamos lá por 4 noites, mas todos os dias tinha programado bate-volta para montanhas próximas, exceto o dia da chegada e o dia de ir embora.

Então optamos por fazer um Walking Tour em Lucerna, pois acho que é a maneira mais prática e eficaz de conhecer uma cidade e todas as histórias e detalhes que não achamos em qualquer lugar. Se você gosta de conhecer a história do lugar que visita, com detalhes que nem sempre  encontramos nos guias de viagem e na internet, acho uma opção excelente separar uma manhã para um Walking Tour.

O ideal é fazer logo no primeiro dia, pois esse passeio a pé ajuda a te situar na cidade, e cada vez que você passar na frente de algum lugar que já esteve com o Walking tour, você vai entender a história e olhar com outros olhos.

Nós acabamos fazendo no último dia por causa das programações que já tínhamos agendado, e só ficamos sabendo das curiosidades da cidade no final da viagem, mas mesmo assim valeu super a pena.

| Leia mais: Swiss Travel Pass: vale a pena? |

Fizemos o Walking Tour por cortesia da Lucern Tourism com a guia Rebecca. O ponto de encontro foi no Tourism Office da estação central. É lá que você pode ir para tirar dúvidas, pegar mapas e fechar o seu passeio, disponível em alemão e inglês.

Walking Tour com Luzern Tourism

O tour começa na própria estação. De lá, caminhamos para o KKL, na beira do Lago Lucerna, e depois seguimos pela ponte e pelo resto da cidade,  onde Rebecca nos contou várias histórias super interessantes dos lugares, que eu vou compartilhar aqui com vocês!

Abaixo coloquei o mapa com os pontos que passamos no tour e também algumas curiosidades que ela nos contou e que não achei em nenhum lugar na internet!

O que fazer em Lucerna
Dicas e Roteiro do Walking Tour
Pontos marcados em azul no mapa

Estação Central de Lucerna

A atual estação ferroviária de Lucerna foi inaugurada em 1991, depois de o antigo edifício ter sido destruído por um grande incêndio em 1971. O portal principal (Zeitgeist auf Torbogen) da antiga estação, que sobreviveu ao fogo, agora é um imponente arco no meio da praça da estação. No topo do arco está uma estátua do escultor suíço Richard Kissling.

O que fazer em Lucerna, Suiça. Estação Central

KKL 

Foi construído há 17 anos por um arquiteto francês. É um espaço de arte e cultura de Lucerna. Tem apresentações de concertos clássicos, musicais, eventos e museu de arte, além de diferentes e bons restaurantes. O mais interessante é que uma parte do lago passa por dentro do prédio.

| Confira opções de hospedagem em Lucerna |

Lago Lucerna 

Dali saem diversos passeios de barcos pela lago. O mais novo dos barcos (Diamond) tem uma parte com piso de vidro que dá pra ver o mar e os peixes durante a navegação.

Estivemos lá em pleno Festival de Verão e pudemos aproveitar vários eventos acontecendo nas margens do lago e por toda cidade. É uma atmosfera única!

O que fazer em Lucerna, Suiça.

Festival de Verão de Lucerna

Festival de Verão de Lucerna: eventos pelas ruas

Festival de Verão de Lucerna

Festival de Verão de Lucerna: em frente ao Lake Lucerne

Kapellbrücke (Chapel Bridge ou Ponte da Capela)

Ela é a ponte mais antiga (construída no Séc XIV) e o ponto mais fotografado de Lucerna.

Antigamente a Torre Wasserturm, uma torre octogonal, com 34,5m de altura e 39m de diâmetro, era usada para observação e proteção da cidade. Depois foi usada como lugar de tortura e prisão. Hoje pertence a artilharia da cidade.  Ela é chamada de ponte da Capela porque em uma das extremidades está a  Capela de São Pedro. A ponte pegou fogo em 1993. O inicio da ponte é original, mas o meio foi destruído pelo fogo e reconstruído. Depois da reconstrução, ela foi reforçada com pinturas do século XVII que ilustram cenas da história suíça e local, incluindo as biografias dos santos padroeiros da cidade, St. Leodegar e St. Maurice.

Os pássaros que sobrevoam a ponte dia e noite vêm da África. Eles chegam em Abril e vão embora em Agosto.

Ponte da Capela em Lucerna

Kappelplatz (Chapel Square)

Aqui nesta praça tem uma fonte colorida e dourada. É a fonte do Carnaval, ponto de partida do Carnaval de Lucerna.

O que fazer em Lucerna, Suiça.

Rathaus Luzern (Town Hall ou Prefeitura de Lucerna)

O prédio da prefeitura de Lucerna foi construído entre 1602 e 1606 por Anton Isenmann no estilo renascentista italiano e coberto com um telhado sobreposto, representando um estilo típico do cantão de Berna. As arcadas abertas voltadas para o Rio Reuss ainda são usadas hoje como um mercado semanal. Acima das galerias é o salão Kornschütte, anteriormente um salão comercial, que agora é usado como um salão de concertos e exposições.

Restaurante Fritschi

O prédio desse restaurante é todo pintado de flores e rostos. Ele é chamado de Prédio do Carnaval. Nesse restaurante você poderá provar a comida típica de Lucerna: Luzerner Chügelipastete (vol-au-vent recheado com almôndegas fritas e molho branco).

Prédios pintados em Lucerna, Suiça

Stedtkeller

Bem na frente fica essa casa de shows com instrumentos típicos de Lucerna, para quem curte músicas típicas.

Hirschenplatz

Essa praça tem uma marca no chão onde antigamente existia uma casa que foi demolida para dar mais luz para a praça. bem ali, um prédio todo pintado, em cima de uma loja, chama atenção. Ele foi um hotel por mil anos, e hoje alugam apartamentos. Essas pinturas na fachada são repintadas a cada 10-20 anos.

Kornmarket

Na Kornmarket está a parte de trás da prefeitura. Em um dos arcos, onde tem o Hotel Magic Luzern, tem um corredor que era uma rota de fuga antigamente. Caminhando até o final à direita tem uma passagem com uma parede preservada do século XV onde colocavam velas. Nós estávamos hospedados exatamente nesse hotel, caminhamos por essa viela, sem saber que era uma rota de fuga e sem perceber essa passagem no final. Tá vendo como um guia local faz toda a diferença?

Weinmarkt (Markt Square)

É a maior praça e  abriga uma das fontes mais lindas da cidade, que retrata St Maurice acompanhado de 6 guerreiros medievais. Além disso, essa praça tem prédios com pinturas lindas na fachada e a primeira farmácia de Lucerna. Dali também é possível observar a pintura na fachada do famoso Hotel des Balances. Nessa região acontece toda 1a sexta-feira do mês e sábados um Flew Market.

Prédios pintados em Lucerna, Suiça Prédios pintados em Lucerna, Suiça

Spreuerbrücke

O nome significa ponte de palha. Essa ponte foi construída em 1408. No meio do seu percurso tem uma capela e diversas pinturas denominadas “Dança da Morte”. Ao lado da ponte tem um antigo moinho, que era usado como gerador de energia na cidade. Ali também tem uma barragem de madeira que controla a passagem de água do rio para manter o nível do lago Lucerna.

O que fazer em Lucerna, Suiça. Barragem de madeira

Franziskanerkirche

A Igreja dos Franciscanos é uma igreja pequena e mais distante das outras atrações da cidade. Em frente a ela tem mais uma fonte. É aqui que acontece a Feira de Natal de Lucerna.

O que fazer em Lucerna, Suiça.

Canton de Lucerna Department

Abra essa porta de madeira e se surpreenda com um lindo pátio. É aqui que os 20 deputados e 7 federal councers trabalham em conjunto para definir qualquer coisa relativa à cidade de Lucerna.
Dica esperta: Se estiver pelas ruas de Lucerna e bater aquela vontade de ir no banheiro, entre aqui e aproveite um banheiro lindo e super limpo! hehe :p

Jesuitenkirche

É a igreja mais linda de Lucerna. A igreja tem parceria com a Academia de Música e muitos músicos tem aulas dentro da igreja. Por isso é grande a chance de você entrar nela e ouvir um instrumento, como um órgão, sendo tocado. Isso aconteceu com a gente e foi lindo e emocionante!

Igreja dos Jesuitas em Lucerna - Suiça Igreja dos Jesuitas em Lucerna - Suiça

Outras atrações de Lucerna
Pontos marcados em laranja no mapa

Além das atrações visitadas com o Walking Tour, Lucerna tem outros pontos que merecem ser visitados, ou pelo menos conhecidos por sua história.

Löwendenkmal (The Lion Monument ou The Lion of Lucern) 

A escultura do Leão agonizando feito nas pedras é um monumento aos soldados mortos na Revolução Francesa em 1792 e um dos símbolos mais famosos da cidade . É uma escultura impressionante, enorme, e com muitos detalhes. Mas o mais interessante é a história que Rebecca nos contou sobre essa obra. Antes de completar o monumento, o artista Bertel Thorvaldsen foi informado de que não havia dinheiro suficiente para pagar seus serviços. Thorvaldsen queria fazer uma declaração pública sobre o seu inconformismo com a situação, mas por respeito aos soldados mortos, ele escolheu não danificar a própria escultura e decidiu mudar a forma da caverna onde colocou o Leão. Assim, fez a sua borda em forma de um porco, além de fazer o leão mais triste do que o combinado. Foi uma forma de protesto sutil mas como forma de deixar claro que não concordava com essa falta de comprometimento com seu trabalho.

Olhe a foto abaixo e veja se consegue ver! Fomos visitar o lugar no primeiro dia e não sabíamos de nada disso, então olhamos apenas a escultura, que é realmente incrível sem perceber nada de diferente além do leão agonizando. Mas seria muito mais legal observá-la sabendo desses detalhes. Por isso adoro esses tours e as histórias super legais que eles contam.

O tour não passa pelo leão, mas ela conta essa história em um dos momentos de parada do passeio.

Leão de Lucerma, Monumento aos Soldados mortos na guerra

O que fazer em Lucerna, Suiça.

Chateau Gutsch

O castelo que avistamos la no alto é o hotel Gutsch, que foi construído em 1888 como residência privada e posteriormente transformado em hotel. A sua arquitetura foi inspirada no Castelo de Neuschwanstein, na Alemanha, que também inspirou o Castelo da Cinderela, de Walt Disney!

Aliás, segundo Rebecca, o próprio Walt Disney costumava passar as férias lá. Já a casa ao lado do hotel já recebeu a Rainha Vitória, que passou 4 semanas em Lucerna em 1880.

O hotel fica no alto da colina e tem um restaurante famoso e com muitas recomendações.

O que fazer em Lucerna, Suiça

Musegg Wall (Muralhas de Lucerna)

Essa atração é uma parte das muralhas construídas em 1386, na época medieval. A parede ainda está quase inteiramente intacta. Quatro torres estão abertas ao público: Schirmer, Zyt, Wacht e Männli. O relógio mais antigo da cidade, construído por Hans Luter em 1535, está na torre Zyt. Este relógio toca de hora em hora, um minuto antes de todos os outros relógios da cidade. Suba em pelo menos uma das torres para ter uma linda vista da cidade.

Lucerna vista do Alto das muralhas Lucerna vista do Alto das muralhas

Bourbaki Panorama Lucerne

É um museu de obras de arte antigas que retratam a cidade em 360 graus. É um monumento cultural de importância européia – mostra a guerra franco-prussiana no inverno de 1871, quando 87 mil soldados franceses receberam asilo na Suíça. Criado em 1881, esta pintura 360 graus está entre as mais impressionantes artes visuais da história da mídia.

 

Cote aqui o seu Seguro Viagem e viaje tranquilo! |

 

Hofkirche St. Leodegar

É a principal catedral de Lucerna. É um mosteiro beneditino fundado no século VIII.

A igreja foi reconstruída em 1645, depois de um incêncio que a destruiu em 1633.  É a igreja renascentista mais importante da Suíça. A fachada chama atenção, assim como o altar de Maria (com um painel que data de 1500) e o altar das almas.

Hofkirche em Lucerna, Suiça

Seebad Luzern e Lido

Se você estiver em Lucerna no verão, aproveite para se refrescar em uma dessas opções de “praias” artificiais na cidade.

Logo depois do Cassino de Lucerna tem o Seebad, um deck enorme construído em cima do lago que faz o papel de clube. Você paga €6 para passar o dia nas espreguiçadeiras e mergulhando no Lago Lucerna. Veja os messes e horários de abertura no site.

Seebad, para pegar sol e mergulhar no lago Lucerna no Verão

Foto: Divulgação Site Oficial

Bem mais a frente, na outra margem do lago de frente pro KKL está o Lido, bem maior do que o Seebad, é uma praia de areia à beira dos Alpes, onde os moradores de Lucerna relaxam e pegam sol nos dias quentes de verão. De um lado os Alpes, de outro o lago e a cidade de Lucerna.Além de areia, tem um enorme gramado para deitar e relaxar além de redes para jogar volei e pranchas de SUP. Tem que pagar €11 para passar o dia. Veja os messes e horários de abertura no site.

O que fazer em Lucerna no verão. praia em Lucerna

Foto: Divulgação Site Oficial

Curiosidades sobre Lucerna

  • Assim como Paris, Lucerna também é chamada de cidade Luz, pois nos primeiros registros que se tem de Lucerna (de 840 a.C. ) ela era chamada de Luciaria, que significa luz em latim.
  • A prefeitura de Lucerna tem duas bandeiras na frente: a da Suiça e a de Lucerna. A bandeira da Suiça, até pouco tempo atrás era a única bandeira quadrada que existia de todos os países. Agora a do Vaticano também é.
  • Sobre a ponte: O Governo colocava flores do lado direito da ponte. O dono de um dos hotéis de frente para a ponte enfeitou o lado esquerdo no seu aniversário. Todos acharam lindo e a prefeitura passou a colocar flores dos dois lados desde então.
  • Sobre o Monte Pilatus: Diz a lenda, que Pilatus tinha uma rixa com um Imperador de Roma, que o assasinou e mandou enterrar ele no rio, para garantir que ele jamais voltasse. Depois de enterrado no rio, o corpo submergiu, e mandaram enterrar de novo. Mas o corpo submergiu de novo. Então mandaram enterrar em cima da montanha, porque tinha um lago lá em cima. E proibiram as pessoas de escalar essa montanha. Até que um príncipe resolveu escalar a montanha e fez um acordo com o espírito de Pilatus. Nesse acordo Pilatus poderia submergir 1 dia por ano e os outros dias as pessoas poderiam subir a montanha. Mas não era permitido jogar pedra na água para Pilatus não ficar furioso. As pessoas tinham medo do fantasma, então para acabar com o problema, o imperador acabou com o lago lá de cima, que foi assoreado.
  • Ao todo Lucerna tem 225 fontes, que jorram a tradicional spring water. Aproveite pra encher suas garrafinhas (já que uma garrafa de água em Lucerna custa uma pequena fortuna, se comparado com outros lugares da Europa.)
  • Recentemente descobriram restos de corpos humanos em baixo de onde era um antigo hospital da cidade. Tínhamos passado anteriormente nessa área e achamos que estava em obra, e no walking tour descobrimos que se trata de um trabalho de descoberta arqueológica.

Lucerna me surpreendeu muito! A cidade é charmosa, com ótimas opções de restaurantes e uma excelente opção para fazer base para outros passeios no país! Eu recomendo pelo menos 1 dia para conhecer as principais atrações da cidade. Se puder ficar mais, não perca essa oportunidade!

O que fazer em Lucerna, Suiça.

Sobre o Walking Tour em Lucerna

Ponto de Encontro: Tourist Information, dentro da Estação de Trem Central.
Dia e Horário: Maio – Outubro: Seg-Dom | 09h45 – 11h45
Novembro – Abril: Qua, Sáb, Dom | 09h45 – 11h45
Duração: 2 horas
Língua: Alemão e Inglês
Preço: CHF 18 | Crianças (6-16) CHF 5


Está sem tempo para pesquisar e montar a sua viagem? Entre em contato, que preparamos um Roteiro Personalizado pra você!

 RESERVE SUA VIAGEM USANDO NOSSOS LINKS PARCEIROS E AJUDE O BLOG 

Onde dormirReserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura, com opção de cancelamento gratuito e sem pagamento antecipado!

Onde alugar carroPrecisa alugar um carro? Na RentCars  a cobrança é feita em reais, sem IOF e em até 12x sem juros no cartão ou com 5% de desconto no boleto.

Onde comprar ingressosGaranta sua entrada antecipada nas atrações e evite filas! O TicketBar oferece ingressos para as atrações, tours, passeios de bike, barcos e muitas outras opções! 

Seguro viagemE não esqueça do seguro viagem. Na  Seguros Promo o pagamento pode ser  em até 6x sem juros no cartão ou com desconto de 5% no boleto. 

Ao reservar com um parceiro através dos nossos links recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado com novas dicas de viagem. Obrigada! =)

Marianne Rangel

por Marianne Rangel

Meio carioca, meio niteroiense, é apaixonada por viagens, mapas e pôr do sol. Jornalista de formação, largou seu emprego estável onde trabalhava para viajar, e foi viver a vida incerta de travel blogger. Hoje viaja para trabalhar, e é muito mais feliz!

15 Comments

Diana Figueiredo

Lucerna é uma cidade muito fofa! Seu post me fez lembrar que preciso voltar lá com calma.. Quando fui eu amei o leão e a ponte. São as duas coisas que eu mais lembro… e de lá fui no Monte Pilatus.. um dos lugares mais lindos que já vi 🙂

responder
Rui Barbosa Batista

Cidade muito arrumadinha com arquitetura muito bela. Mais um encanto da bela Suíça. O roteiro proposto parece-me o adequado para a cidade. Gostei muito do post. Boas viagens…

responder
Keul Fortes

Amei! Essas dicas vão me ajudar muito quando for planejar minha viagem a Lucerna. Que lugar bonito! Parabéns.

responder
Angela Castanhel

Que delícia de cidade, tem tantos lugares no mundo que não tenho como saber onde ficam todo. Quando vi o título do post não sabia onde ficava mas aí tio google me ajudou, fica na Suíça. Achei suas dicas completíssimas, parabéns. Beijoss

responder
Michela Borges Nunes

Que delícia de tour e que dia bem aproveitado, né?. Quando fomos lá, viemos de Zurique em um bate-se-volta e foi muito corrido. Lembro somente da Kapellbrücke e dos locais próximos a ela. Agora, lendo o post, deu vontade de voltar e aproveitar bem a cidade.

responder
Juliana Moreti

Post perfeito!
Passei uma noite em Lucerna meio que sem querer (rs) e percebi o quanto eu teria descoberto mais sobre a cidade se tivesse ido atràs de um walking tour. Fui na primavera e as montanhas ainda estavam nevadas…. Vc pegou uma paisagem diferente, mas muito linda!

responder
Marianne Rangel Marianne Rangel

É verdade! As estações são bem definidas e a paisagem muda completamente! Quero muito voltar no inverno para conhecer uma “nova” cidade!

responder
Francisco Manuel Fernandes Agostinho

QUE excelente guia para visitar esta cidade da Suiça. E eu que tenho um guia (livro) em casa sobre a Suiça e ainda não lhe dei uso…Costumo dizer que na Suiça tudo é lindo e “jeitosinho” hahah

responder
angela sant anna

eu tb fiz esse tour e amei!! a guia sabia muuuita coisa da cidade, deu para aproveitar bem, cheia de historias e curiosidades haueaheu so fiquei p da vida quando aquele padre, pastor n sei o q lider da reforma mandou queimar tudo q tinha dentro das igrejas -_-
e baah eu achei q eram obras tb, bom saber sobre esses ossos! o.O

responder
Robba Caravieri

Adorei o roteiro e a cidade parece ser muito incrivel. Você sempre arrasa nesses roteiros curtinhos, eu gosto muito de ler! Parabéns

responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *