planejamento

Maldivas: tudo o que você precisa saber antes ir

Atualizado em:

Maldivas é o destino dos sonhos de muitos casais em Lua de Mel por causa da sua paisagem paradisíaca, seu mar turquesa, areia branca, bangalôs luxuosos e experiências românticas.

Mas engana-se quem pensa que é um destino só para casais. A verdade é que esse paraíso é perfeito sim para  casais, mas também para famílias, crianças, grupos de amigos… para todo tipo de viajante.

Nos últimos anos, se tornou o destino preferido de vários famosos, que contribuíram para propagar ainda mais a beleza das Maldivas nas redes sociais, gerando ainda mais desejo nesse destino incrível.

Sobre as Ilhas Maldivas

As Ilhas Maldivas formam um arquipélago de 26 atóis com quase 1.200 ilhas
A população (em torno de 350 mil habitantes) ocupam em torno de 200 ilhas. Muitas das outras ilhas são exclusivamente turísticas e cada resort ocupa uma ilha inteira.

O turismo representa boa parte do PIB da região. A estrutura turística e procura pelo destino é tão grande que faz com que as Maldivas tenham um IDH alto, em comparação aos vizinhos asiáticos.

A religião oficial é o Islã e a capital das Maldivas é Male, porta de entrada para os resorts de luxo. 

Idioma
Dhivehi (oficial) e Inglês

 Moeda
Maldivian rufiyaa (oficial) e Dólar

Fuso
+8h (em relação à Brasília) 

Tomada
Três entradas planas

Voltagem
220v

Gorjeta
Recomendada para os funcionários do resort

Onde fica as Ilhas Maldivas

O arquipélago das Maldivas fica na Ásia, banhado pelo Oceano Índico, ao sul da Índia e do Sri Lanka. Local estratégico acessível com voos vindos do sudeste asiático, e principalmente do Oriente Médio, Dubai e Doha, de onde partem muitos voos para lá.

mapa ilhas maldivas

Como chegar nas Maldivas

Não existem voos diretos do Brasil para as Maldivas. Obrigatoriamente você terá que fazer uma conexão em algum país da Europa ou Ásia até Male, capital das Maldivas. A melhor opção pra você vai depender do seu objetivo e de qual destino você quer visitar na mesma viagem.

Chegar nas Maldivas não é uma logística tão simples. Por isso recomendo que tenham ajuda de um agente de viagem com expertise no destino e  que vai organizar a logística da melhor forma de acordo com o seu objetivo.

Todos os voos internacionais chegam nas Maldivas pelo aeroporto de Male.
Chegando em Male, é preciso pegar um barco, vôo comercial e/ou hidroavião até o resort escolhido.

Como ir do aeroporto ao resort

Os resorts se espalham entre norte e sul do aeroporto de Male. Alguns a uma curta distância de lancha e outros um pouco mais distantes, acessíveis apenas de avião.

Depois de pousar no aeroporto internacional de Male, tem 3 formas de chegar até a ilha do seu resort nas Maldivas:

– Lancha Rápida: essa opção está disponível apenas para os resorts localizados em ilhas próximas ao aeroporto de Male.

– Hidroavião: essa opção está disponível somente para os hotéis que ficam mais afastados do aeroporto de Male. Geralmente o tempo de viagem no hidroavião varia de 40 a 75 minutos até o hotel.

– Vôo Doméstico + Lancha Rápida: Com essa opção você vai decolar na pista do aeroporto de Male e pousar na pista de um aeroporto doméstico próximo à ilha do seu resort e finalizar o trajeto em uma lancha rápida até o seu resort.

É muito importante saber a forma de chegar nos resorts para escolher a opção que melhor se encaixa no seu perfil.

Outro detalhe que vale mencionar é que quando se reserva pela internet os trajetos de Male até o resort não estão incluídos. Muita gente que fecha o resort por conta própria não se atenta a isso e chega no aeroporto sem ter como chegar ao resort e não tem vôo ou barco saindo o tempo todo. Precisa de agendamento. O barato pode sair caro, pois é possível que percam uma diária por não ter agendado o transporte ao resort. Por essas e por outras que é super importante ter a ajuda de uma agência experiente no destino que vai deixar tudo organizado para a sua viagem. Não é simplesmente reservar e ir para o resort, tem muitos processos que envolvem uma viagem às Maldivas.

Qual a melhor época para ir às Maldivas

O clima nas Maldivas é tropical e a temperaturas durante o ano ficam entre 26 e 31ºC.A melhor época para visitar as Maldivas é entre dezembro e abril. Esse período chove pouco e o mar é ainda mais transparente. É a alta temporada e, portanto, a época mais cara.  De maio a outubro é o período de chuvas e, consequentemente os preços são mais em conta. Mas não quer dizer que por ser período de chuva vai chover todos os dias. Nos últimos anos a temporada de chuva foi bem atípica. 

Então não se preocupe tanto com isso. A melhor época é aquela que você pode ir!

Quantos dias ficar nas Maldivas

O tempo mínimo que recomendo são 5 dias se for conjugado com outro destino, antes ou depois. Se for apenas para as Maldivas, o ideal é pelo menos 7 dias.  É uma viagem muito longa e com diferença de fuso muito grande pra ficar pouco tempo. Você irá precisar de pelo menos 1 dia para se ambientar ao novo horário. O tempo máximo para ficar nas Maldivas vai depender da sua disponibilidade e de quanto está disposto a gastar. Coisas para fazer não faltam.

Protocolos para ir para as Maldivas

  • Passaporte, com no mínimo 6 meses de validade
  • Certificado internacional de vacinação de Febre Amarela, tomada no mínimo 11 dias antes da viagem
  • PCR-RT antes do embarque (a antecedência varia de acordo com a cia aérea)
  • Preenchimento de um formulário exigido para entrada no país.

Os protocolos de viagem no mundo todo estão mudando frequentemente por conta da pandemia. Confira sempre em sites oficiais ou com um agente de viagens de confiança.

Onde se hospedar nas Maldivas

Antes de falar sobre hospedagem é importante explicar que Maldivas oferece dois tipos de ilha:
Ilhas privadas e ilhas públicas.

As ilhas privadas são as ilhas dos resorts de luxo, que oferecem aos hóspedes praias e experiências exclusivas. As ilhas públicas são as ilhas nativas ou seja, onde vivem os locais. É possível se hospedar nos dois tipos de ilhas, mais existem algumas diferenças que devem ser levadas em consideração antes de decidir fazer essa viagem.

Os resorts de luxo que oferecem infraestrutura completa e que ilustram os materiais de divulgação das Maldivas são aqueles localizados nas ilhas privadas. Nessa opção, você terá a experiência de ficar num paraíso na terra, exclusivo, sem restrições.

Já nas ilhas públicas existem algumas restrições além de ter um perfil mais roots. Como dito no início do post, a religião oficial das Maldivas é o Islamismo, sendo assim, todos os cidadãos devem ser muçulmanos e qualquer menção ou culto a outra religião que não o Islã, assim como a posse de qualquer material que não seja relacionado ao islamismo, como a Bíblia por exemplo, é ilegal nas ilhas locais (públicas).

As tradições da religião e cultura islâmica tem que ser respeitadas nas ilhas públicas, como a proibição de ingerir bebidas alcóolicas, o código de vestimenta, entre outras tradições. Pra quem não bebe álcool, pode achar que essas restrições não atrapalham, mas saiba que também não é permitido biquíni, roupas justas e manifestações de carinho como beijo na boca, mesmo para turistas. Existem apenas algumas praias chamadas “bikini beaches” onde usar roupas de banho é permitido. Essas praias são “fechadas” por vegetação ou muretas para que os locais não vejam.

Estas mesmas restrições não são aplicadas aos resorts das ilhas privadas, por isso geralmente é a escolha dos turistas que desejam conhecer as Maldivas, e a opção que nossa agência oferece para os clientes.

A hospedagem nas Maldivas é um dos principais assuntos quando falamos desse destino. São mais de mil ilhas de corais distribuídas por 26 atóis. São mais de 200 resorts, pra dificultar a nossa vida na escolha da hospedagem ideal. A grande demanda pelo destino nos últimos anos trouxe uma grande variedade de opções hoteleiras. São opções para todos os tipos, gostos, bolsos.

O ponto mais importante pra considerar na escolha do resort é o seu perfil de viagem. Saiba que existem resorts de todos os tipos, que atende todas as demandas que você pode imaginar.

Tem opção para os viajantes que buscam romantismo, gastronomia, diversão, festas, surf, aventura, férias em família, natureza, vida marinha, luxo, experiências, bem-estar, autoconhecimento, arte, história, cultura,…

Nós conhecemos os perfis dos resorts e todas as suas peculiaridades e podemos indicar o ideal para o seu perfil.

Qual plano de refeição escolher?

Maldivas é um destino de uma parada só.
O que eu quero dizer com isso: uma vez que o destino é formado por ilhas e atóis, a logística entre as ilhas não é simples e só pode ser feita de barco ou avião, que tem limitações de horários. Sendo assim, você precisa escolher um único resort que tenha tudo que você precisa, pra que você não se preocupe com mais nada. Por isso, é muito importante escolher um hotel que tenha boas opções gastronômicas, que irão atender o seu paladar durante toda a sua estadia.

O regime de alimentação é outra questão muito importante pra definir. Se você não bebe álcool, o regime de pensão completa vai te atender muito bem. Já quem curte beber, a melhor opção é um all inclusive.
Se você optar pelo regime de café da manhã, informe-se antes sobre o custo das refeições nos restaurantes do resort, pois não tem opções de restaurantes fora do resort que vocês possam ir. 

O all inclusive acaba sendo a opção mais prática, pois está tudo incluído e você não precisa se preocupar com os valores dos restaurantes.

Atenção: é muito importante alinhar as expectativas em relação ao all Inclusive das Maldivas. Se você tem costume de frequentar resorts all inclusive no Brasil ou em outros destinos, como Cancun, por exemplo, saiba que o all inclusive das Maldivas é bem diferente desses que conhecemos aqui, onde tem muita comida o tempo todo, mas nada surpreendente.

O all inclusive das Maldivas preza pela qualidade e não pela quantidade. O restaurante buffet tem uma infinidade de opções, e tudo é incrivelmente saboroso. Nos restaurantes a la carte, vocês precisam agendar (dependendo do resort tem limitação de vezes por estadia) e você pedem a entrada, prato principal e sobremesa (além das bebidas liberadas).

O que fazer nas Maldivas

O que não falta é coisa pra fazer nas Maldivas.
Já ouvi muita gente falar que não vai para as Maldivas porque não gosta de ficar sem fazer nada ou só pegando sol quando viaja.
Não tem nada mais errado do que pensar isso das Maldivas. E eu digo isso com propriedade, pois já fui essa pessoa que achava que não tinha muito o que fazer em um resort nas Maldivas.

Até eu ir para lá e mudar completamente de opinião. Quer saber  algumas coisas que você pode fazer nas Maldivas?

– Flyboard
– Parasailing
– Skydive
– Snorkeling
– Sunset Cruise
– Mergulho com tubarão baleia e mantarrayas
– Sunset Sandbank
– Turtle Snorkel
– Caiaque
– Standup Paddle
– Dolphin Cruise
– Academia
– Quadra de tênis (raquetes inclusas)
– Tênis de mesa
– Bocha e vôlei de praia. 
– Passeio programados para mergulho
– Happy hour com DJ
– Aula de Yoga e alongamento
– Sauna
– Piscinas
– Acqua Park
– Bicicletas
– Windsurf
– Kitesurf
– WaterSki
– Banana Boat
– Pesca
– Wakeboard

Fora as experiências de jantar sob as estrelas, cinema na praia, etc.
As atividades variam de acordo com cada hotel mas sempre tem muito o que se fazer. E pra quem só quer relaxar, as praias são incríveis, paradisíacas e muito tranquilas.