roteiros

O que fazer no Porto – Roteiro de 3 dias – Dia 2

Segundo dia

06 abr 2016
Ribeira do Porto

Para saber um pouco mais sobre o Porto, formas de se locomover e o que fazer no seu primeiro dia na cidade, leia o post O que fazer no Porto – Roteiro de 3 dias (Primeiro dia).

Roteiro de 3 dias no Porto – parte 2

Para o segundo dia no Porto aconselho a Zona da Ribeira, região mais charmosa da cidade. Para chegar na lá você passará por diversas atrações do Porto que merecem uma visita!

Dia 2

Miradouro da Vitória – Fica “abaixo” (no sentido da ribeira) do jardim da Cordoaria, aquela área verde perto da Torre dos Clérigos, onde está localizada a Universidade do Porto. De lá você terá uma linda vista panorâmica da cidade do Porto e Vila Nova de Gaia. É possível também ver a Ponte D. Luis I, destino final do roteiro de hoje, a Catedral da Sé e o Rio Douro.

Sé Catedral do Porto – É um edifício com arquitetura romano-gótica dos séculos XII e XIII, mas sofreu grandes remodelações no período barroco (séculos XVII-XVIII). No espaço de fora, conhecido como Terreiro da Sé, é possível ter uma vista linda da cidade, o rio Douro e até da cidade de Gaia. É um dos lugares mais visitados por turistas de todo o mundo.  No interior é possível ver a medieval rosácea do século XII e a Capela de São Vicente, construída no final do século XVI. Dentro da Capela estão os túmulos de alguns bispos do Porto. Na capela do Santíssimo Sacramento destaca-se o Altar de Prata (construído em várias fases, de 1632 até ao séc. XIX) e que é considerado uma obra de arte da ourivesaria portuguesa. O claustro gótico superior tem sete painéis de azulejos do século XIIIV, que apresentam cenas do “Cântico dos Cânticos”, uma referência ao diálogo entre Deus e a Virgem, padroeira da Catedral. Na casa do Cabido, anexo ao claustro e a Sé, está exposto o Tesouro da Catedral.

Catedral da sé do Porto em Portugal

Foto: Pedro Paulo Palazzo

Igreja de São Lourenço – Ao sair da Catedral da Sé, basta descer uma escadaria para chegar na Igreja São Lourenço, construída entre os século XVI e XVIII. Popularmente chamada de Igreja dos Grilos, por ter sido vendida aos Eremitas Descalços de Santo Agostinho, conhecidos como “Frades Grilos”. Eles substituíram toda a talha da igreja pela atual, neoclássica, exceto o Altar de Nossa Senhora da Purificação, localizada no topo do transepto, do lado do Evangelho. Ela não abre aos sábados e Domingos para visitação.

Igreja de Santa Clara – Esta igreja tem a fachada super simples, mas dentro impressiona pela beleza e luxo dos entalhes de ouro. Ela fica bem próxima ao Funicular dos Guindais, que liga o bairro da Batalha à Ribeira do porto, na parte baixa da cidade.

Palácio da Bolsa – Edifício do séc. XIX,  que começou a ser construído em 1842 e demorou quase 70 anos para ser concluído. Com uma mistura de estilos arquitetônicos, o edifício apresenta traços do neoclássico oitocentista, arquitetura toscana, assim como o neo-paladiano inglês. Tem o chão entalhado com madeiras exóticas de origem brasileira e africana, mobiliário em nogueira feito à mão e detalhes em ouro na decoração. O destaque é o salão de baile, conhecido por salão árabe, inspirado no Palácio de Alhambra, que possui paredes decoradas com desenhos árabes dourados, feitos com 18 kg de ouro e, como no restante do edifício, também foi constituído com as melhores madeiras,  como mogno, jacarandá, pau-cetim, pau-rosa e plátano. No Palácio da Bolsa você também poderá provar gratuitamente vinhos de várias regiões de Portugal.  Na entrada tem o Pátio das Nações, um lugar onde funcionava a bolsa, com uma espetacular cúpula de cristal,  ladeada em todo o seu redor por 20 brasões representando os países com os quais Portugal mantinha, na época, relações de amizade e de comércio,  e piso revestido de mosaico cerâmico e inspirado nos modelos greco-romanos descobertos em Pompeia. Podem ser realizadas visitas guiadas às suas diferentes salas, se marcadas com antecedência.

Além de ser um local único e exclusivo, atrai  mais de 300 mil visitantes por ano, estando entre os monumentos mais visitados no Norte de Portugal.

Ao lado fica a Igreja de São Francisco, que também vale a visita.

 |Está indo para o Porto? Reserve aqui o seu hotel! |

Escadas da Zona da Ribeira – A maioria das escadas do Porto que chegam à Zona da Ribeira acompanham o percurso das Muralhas Fernandinas, a partir de onde a cidade começou a ser construída devido ao seu declive.  Esse passeio pelas escadas é muito legal de se fazer. Na região da Sé, próximo à Igreja de Santa Clara você encontra as Escadas do Codessal ou Codeçal. Ao ir descendo você passará por pontos importantes da história  como a Paróquia da Nossa Senhora do Patrocínio, onde no século XVII funcionava um albergue de prostitutas e mulheres abandonadas. Nesse mesmo percurso já será possível avistar a Ponte Luis I e o elevador da Ribeira.

A Escada do Codessal emenda na Escada das verdades. De lá dá pra  ver a passarela superior da Ponte Luis I e um pedaço da Muralha Medieval. Ao passarem por este arco, no fim das Escadas das Verdades, vocês encontrarão as Escadas do Barredo. Antigamente, esse caminho era o único que ligava a região da Sé com a Ribeira. Hoje algumas ruas foram abertas e fazem essa ligação. Nessa escada encontra-se uma das mais antigas construções medievais da cidade: a torre da rua de baixo. No local tem uma placa contando a história. No Barredo, todos os caminhos levam aos arcos de acesso à Ribeira. Neste passeio, preste atenção em cada detalhe, nos muros pintados, nos detalhes das portas e janelas das casas… Cada cantinho tem uma história. Converse com os moradores da região e conheça histórias inéditas que só quem vive lá sabe contar!

Bem perto dali, ao lado da entrada do Funicular, encontram-se as Escadas dos Guindais, que leva até próximo da Praça da Batalha. Na volta você podem optar por subir por ela para fazer um caminho diferente, ou pegar o Funicular.

Zona da Ribeira – É a região que fica na margem do Rio Douro, no centro histórico do Porto. Um ótimo programa é se perder pelos becos, ruelas, escadarias até a beira-rio. Ali está um dos mais pitorescos cenários do Porto: as casinhas coloridas com as roupas estendidas no varal, que vemos em todas as fotos da Ribeira. Ainda é possível ver os vestígios da cidade medieval. É o meu lugar preferido na cidade, alegre, com um clima incrível e de onde se tem a melhor vista. Se tiver um dia bonito, tente estar lá na hora do pôr do sol. Tem vários restaurantes de frente pro Rio Douro que são ótimas opções para almoço ou jantar.

| Faça seu Seguro Viagem pelo blog e ganhe
5% de desconto com o cupom DESPACHADAS5 |

Nessa região está uma das pontes mais bonitas do mundo: Ponte Dom Luís I. Caminhe por ela, por cima e por baixo, quantas vezes quiser! Fotos lindas irão sair da sua máquina nesse dia!

Ponte Dom Luiz I - Porto

No mapa você pode ver todos os pontos marcados. Clique no quadradinho da direita para ver em tamanho maior.

O próximo post será com dicas do que fazer no Porto no terceiro dia!

[Quer receber mais dicas de viagem?]

Curta nossa página no Facebook
Siga o nosso perfil no  Instagram, no Pinterest e no Bloglovin
Assine o blog


Está sem tempo para pesquisar e montar a sua viagem? Entre em contato, que preparamos um Roteiro Personalizado pra você!

 RESERVE SUA VIAGEM USANDO NOSSOS LINKS PARCEIROS E AJUDE O BLOG 

Onde dormirReserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura, com opção de cancelamento gratuito e sem pagamento antecipado!

Onde alugar carroPrecisa alugar um carro? Na RentCars  a cobrança é feita em reais, sem IOF e em até 12x sem juros no cartão ou com 5% de desconto no boleto.

Onde comprar ingressosGaranta sua entrada antecipada nas atrações e evite filas! O TicketBar oferece ingressos para as atrações, tours, passeios de bike, barcos e muitas outras opções! 

Seguro viagemE não esqueça do seguro viagem. Na  Seguros Promo o pagamento pode ser  em até 6x sem juros no cartão ou com desconto de 5% no boleto. 

Ao reservar com um parceiro através dos nossos links recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado com novas dicas de viagem. Obrigada! =)

Marianne Rangel

por Marianne Rangel

Meio carioca, meio niteroiense, é apaixonada por viagens, mapas e pôr do sol. Jornalista de formação, largou seu emprego estável onde trabalhava para viajar, e foi viver a vida incerta de travel blogger. Hoje viaja para trabalhar, e é muito mais feliz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *