atrações

Versalhes: bate-volta a partir de Paris

10 maio 2017

Paris é uma cidade tão central, que existe um leque de possibilidades para se fazer bate-volta a partir dela. O mais famoso bate-volta de Paris é Versalhes (ou Versailles, em francês). É tão comum os turistas visitarem a cidade de Versalhes quando vão a Paris, que eu considero que ela já deixou de ser um bate-volta de Paris pra ser uma atração de Paris. É quase que uma continuação, um passeio tão “obrigatório” quanto o Louvre.

Digo “obrigatório”entre aspas, pois não sou dessas que acham que é  obrigatório ir a Roma e  ver o Papa, ir em Paris e entrar no Louvre, ir em NY e ir na Estátua da Liberdade,… Pra mim cada um deve conhecer o lugar da forma que bem gostar! Indo a museus ou apenas flanando pelas ruas, visitando as atrações principais ou apenas conhecendo cafés e restaurantes. O que importa é viver a viagem da melhor maneira para você, para que leve esses momentos por toda a vida, seja do jeito que for.

Mas voltando a Versalhes, é um passeio tão agradável e lindo que quem estiver em Paris e curtir esse tipo de atração (jardins e palácios cheios de história) não deve perder.

Palácio e Jardins de Versalhes França - Versailles

Foto: Thomas Garnier

Sobre Versalhes, seus Jardins e Palácio

A cidade de Versalhes fica a aproximadamente 22km do centro de Paris. Ela é conhecida basicamente por causa do Palácio e dos Jardins. Por causa deles, a cidade recebe todos os anos em torno de 8 milhões de visitantes! 8 MILHÕES, tem noção? É muita gente!

O Palácio de Versalhes é símbolo do poder absoluto e principalmente dos excessos da corte francesa. Tudo é enorme, dourado, reluzente. Uma ostentação sem igual. O domínio Real tem 860 hectares, que o faz ser o maior do mundo! Só a área do Palácio tem 63 mil m2. Por esse motivo, é um passeio para um dia inteiro.

Imagina o tanto de história que se passou nesse lugar! O Palácio foi construído em 1661, e foi morada da família real francesa no período do Absolutismo. É um símbolo da história da França e teve, inclusive, envolvimento com a Revolução Francesa, que marcou o fim da Idade Moderna.

Jardins de Versalhes

Os jardins são os mesmos desde que foi criado e mostram a incrível arte do paisagismo francês. Os arbustos são todos milimetricamente cortados e no fundo tem um lindo espelho d’ água. Por todo o jardim tem cerca de 400 estátuas de mármore, bronze e chumbo, obras de artistas da época. As fontes dos jardins não ficam ligadas sempre. Normalmente, nos fins de semana é mais fácil vê-las funcionando. Nos sábados e domingos, de abril a outubro, acontece nos jardins o Show Musical das Fontes. Neste caso, no horário do show os jardins deixam de ser gratuitos e é necessário comprar ingressos.

Jardim e Palácio de Versalhes - Versailles - bate-volta a partir de Paris

Eu já estive 3 vezes nos Jardins de Versalhes. Duas vezes no verão (jul e ago) e a última vez, no inverno, em março. Certamente na primavera, verão e outono a paisagem fica mais bonita, as flores desabrocham, o verde fica mais vivo e as esculturas estão expostas completando a beleza dos jardins. No Inverno, as esculturas ficam escondidas por uma lona e o chafariz fica sem água, acredito eu para proteger o mármore do gelo que se forma no inverno. Além disso eles aproveitam o período para fazer alguns reparos no local.  Mas ainda assim é um passeio que deve ser feito em qualquer época do ano. Veja as diferenças nas fotos abaixo:

Março de 2017

Para percorrer os jardins, que são enormes, é possível fazer a pé, alugando uma bike (€9,50 – 30 min), alugando um carrinho de golf (€34 – 1 hora) e de tremzinho que passa por alguns trechos dos jardins, levando do Domínio de Maria Antonieta até o Palácio e vice-versa (€4 – o trecho).

Dicas Despachadas

Explore as laterais dos jardins. Você vai encontrar vários caminhos lindos, algumas lanchonetes e até banheiros vazios, diferente do banheiro da frente que tem fila!

Circuitos do Palácio – visita normal (acesso pela entrada A)

  • Galeria da História do Palácio

Onze salas dedicadas à história da construção do Palácio de Versalhes (obras, modelos, vídeos,…)

  • Grandes Apartamentos (Galeria dos Espelhos, Quarto do Rei)

Quarto do Rei: São vários quartos que tinham várias funções: serviam como salões de jogos, de refeições e também era o quarto real. O castelo foi criado pelo rei Luís XIII, como destino de caça no interior (nessa época a família real vivia no Louvre). Depois de um tempo, seu filho Luís XIV, o Rei Sol, decidiu mudar para lá com toda a corte e tornar o local o centro do governo francês.

Luís XIV sempre foi muito bom e ativo na política, mas teve receio dessa mudança gerar fofocas ou até uma rebelião para tirá-lo do poder. Por isso ele criou uma rotina rígida, chamada etiqueta real, que todos os cortesãos deveriam seguir.

Curiosidade: a cama do aposento de dormir do rei era muito alta e curta, pois o rei ficava sentado nela. Mas isso tinha um motivo: quando a corte entrasse para acordá-lo às 7h da manhã, ninguém estaria com a cabeça acima da cabeça do Rei! Mas esses aposentos, na verdade faziam parte da vida pública do Rei. Existia no castelo os seus aposentos privados, onde ele dormia com sua família. Todo dia, ele acordava mais cedo e ia para seu quarto público, onde já se arrumava para esperar a corte vir despertá-lo.

Aposentos do Rei palácio de Versalhes

Aposentos do Rei

Galeria dos Espelhos: Toda a ostentação decorativa de Versalhes servia para mostrar a hegemonia política. Uma das provas  é o Salão dos Espelhos, um dos lugares mais lindos e incríveis que já vi. Com 73 metros de comprimento e 12,3 metros de pé direito, esta sala do Palácio era o uma forma do rei mostrar quem é que mandava!

Naquela época não existiam espelhos compridos. Ninguém conseguia ver seu reflexo inteiro em um espelho, apenas em pinturas, porém a maioria das vezes os quadros não condiziam com a realidade, pois os pintores não retratavam fielmente o que viam.  Ao fazer o salão com esses espelhos do chão ao teto, Luís XIV fez com que os nobres se vissem completamente e da forma como realmente eram, e dessa forma ele impôs mais uma vez seu poder perante aos cortesões.

Normalmente eles não permitem fotos lá dentro, mas quando eu fui estava liberado. Só que é tanta gente que a foto não sai muito legal! Por isso estou colocando a foto oficial do Palácio de Versailles pra vocês terem noção da beleza desse lugar!

Jardim e Palácio de Versalhes - Versailles - bate-volta a partir de Paris

Foto: Didier Saulnier

  • Apartamento da Rainha e das Damas

Os aposentos da rainha são tão cheios de pompas quanto o do rei e  aqui as cortesãs também tinham que cumprir a etiqueta real.  Além do seus quartos, Maria Antonieta também tinha seus domínios fora do Palácio, um pequeno castelo e uma casa de campo, que será falado mais adiante.

  • Salas Louis XIV

Ampla panorâmica do século XVII, em que o Rei, a sua família, a corte e os grandes acontecimentos da época são os protagonistas.

  • Galeria das Batalhas

Importante testemunho da história da França, criado por Louis-Philippe no século XIX, celebra todas as dinastias francesas, através de telas incríveis.

Circuitos dos Palácios de Trianon e Domínio de Maria Antonieta  – visita normal (acesso pelo Grand ou Petit Trianon)

  • Grand Trianon

Palácio de mármore rosa que Louis XIV mandou construir em 1670 para viver sua paixão com Madame de Montespan. É um palácio íntimo de Napoleão a Charles de Gaulle.

Jardim e Palácio de Versalhes - Versailles - bate-volta a partir de Paris

Foto: Thomas Garnier

Jardim e Palácio de Versalhes - Versailles - bate-volta a partir de Paris
  • Petit Trianon

Foi originalmente erguido a pedido de Madame de Pompadour, a favorita do rei Luís XIV, que queria ter um ambiente charmoso, para “divertir o rei”, se é que vocês me entendem! Ele foi inaugurado em 1769. Mas o verdadeiro boom da construção foi durante a segunda metade do século XVIII, quando Luís XVI o deu à sua esposa Maria Antonieta.

Ela reformou o lugar e criou um jardim ao estilo inglês, em vez das estufas. Ela usava o Petit Trianon para escapar da pompa e da etiqueta do Tribunal de Versalhes. Ela convidava pessoas próximas e fazia reuniões e festas, semnunca considerar as prerrogativas de seu tempo e do seu posto.

Jardim e Palácio de Versalhes - Versailles - bate-volta a partir de Paris

Foto: Thomas Garnier

  • Domain de Marie-Antoinette

Com seus caprichos campestres dispostos ao redor do lago, o Domain de Marie-Antoinette, inspirado na filosofia do Iluminismo, recria os encantos da vida camponesa, às vésperas da Revolução.

Jardim e Palácio de Versalhes - Versailles - bate-volta a partir de Paris
  • Jardins do Grand Trianon, Jardim Francês e Jardim Inglês
Jardim e Palácio de Versalhes - Versailles - bate-volta a partir de Paris

Domínio de Maria Antonieta

Jardim e Palácio de Versalhes - Versailles - bate-volta a partir de Paris

Templo do Amor

Jardim e Palácio de Versalhes - Versailles - bate-volta a partir de Paris

Versalhes foi abandonado após a Revolução Francesa. Anos depois do período de decadência, Napoleão reativou o Castelo para que sua esposa morasse, enquanto ele  vivia no Gran Trianon.

Visita Guiada

Percorra a história de Versalhes  com acompanhamento de um guia e descubra lugares que não são acessíveis em visita livre. Os lugares são limitados e a reserva é obrigatória:
+33(0)1 30 83 78 00
www.chateauversailles.fr


Informações Gerais

Como chegar em Versalhes

Trem SNCF

RER C – Parte de Paris Austerlitz, Saint-Michel, Champ de Mars-Tour Eiffel -> Parada em Versailles – Château-River Gauche
Parte de Paris Montparnasse -> Parada em Versailles – Chantiers
Parte de Paris Saint-Lazare ->Parada em Versailles – Rive Droit

Ônibus RATP 171

Parte de Pont de Sèvres -> Parada em Versailles place d`Armes

Estacionamento
Carros

Praça de Armas, Alameda de Bailly, Grand Trianon e Domain de Marie-Antoinette

Ônibus

Praça de Armas, Alameda do Petit-Pont (no cruzamento das alamedas do du Grand Trianon e do Petit Trianon)

Horário de Funcionamento

  • O Palácio está aberto todos os dicas, exceto segundas-feiras, alguns feriados ou dia de cerimônias oficiais.
    Estação alta: 09h às 18h30 (última entrada: 18h)
    Estação baixa: 09h às 17h30 (última entrada: 17h)

 

  • Os jardins e bosques estão abertos todos os dias:
    Estação alta: 08h às 20h30 (última entrada: 20h)
    Estação baixa: 08h às 18h (última entrada: 17h30)

 

  • Grandes Águas Musicais e Jardins Musicais
    Acontecem às terças-feiras e fins de semana, de abril a outubro

Os horários atualizados estão afixados no portão de entrada e no site.

Preços

Jardim e Palácio de Versalhes - Versailles - bate-volta a partir de Paris

Tabela de Preços – Palácio e Jardins de Versalhes

Dica importante

Compre o ingresso antecipadamente pelo site. A fila para entrar no Palácio é muito grande.

Jardim e Palácio de Versalhes - Versailles - bate-volta a partir de Paris

Só um pedacinho da fila!

Se não quiser ir de trem, compre aqui a entrada junto com o transporte de ônibus ida e volta.

Se quiser fazer um passeio diferente, à noite em Versalhes, com direito a Serenata no Salão dos Espelhos e Show das Águas. além dos jardins e o palácio compre aqui.

:: Na nossa última viagem a Paris tivemos o apoio da Assessoria de Imprensa do Palácio de Versalhes, que nos cedeu ingressos para visitação. Qualquer informação postada aqui é isenta e reflete nossa real opinião. Nosso compromisso é com nossos leitores.

Veja todos os posts sobre Paris

[Quer receber mais dicas de viagem?]

Curta nossa página no Facebook
Siga o nosso perfil no  Instagram, no Pinterest e no Bloglovin
Assine o blog

 


Está sem tempo para pesquisar e montar a sua viagem? Entre em contato, que preparamos um Roteiro Personalizado pra você!

 RESERVE SUA VIAGEM USANDO NOSSOS LINKS PARCEIROS E AJUDE O BLOG 

Onde dormirReserve sua hospedagem em qualquer lugar do mundo de maneira rápida e segura, com opção de cancelamento gratuito e sem pagamento antecipado!

Onde alugar carroPrecisa alugar um carro? Na RentCars  a cobrança é feita em reais, sem IOF e em até 12x sem juros no cartão ou com 5% de desconto no boleto.

Onde comprar ingressosGaranta sua entrada antecipada nas atrações e evite filas! O TicketBar oferece ingressos para as atrações, tours, passeios de bike, barcos e muitas outras opções! 

Seguro viagemE não esqueça do seguro viagem. Na  Seguros Promo o pagamento pode ser  em até 6x sem juros no cartão ou com desconto de 5% no boleto. 

Ao reservar com um parceiro através dos nossos links recebemos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter sempre atualizado com novas dicas de viagem. Obrigada! =)

Marianne Rangel

por Marianne Rangel

Meio carioca, meio niteroiense, é apaixonada por viagens, mapas e pôr do sol. Jornalista de formação, largou seu emprego estável onde trabalhava para viajar, e foi viver a vida incerta de travel blogger. Hoje viaja para trabalhar, e é muito mais feliz!

12 Comments

Deivson

Versalhes parece bem incrível. Já favoritei tudo porque fiquei com vontade de conhecer

responder
Joice

Eu também sou contra a “obrigatoriedade” de conhecer certos lugares em cada cidade, mas fiquei super chateada de não ter conseguido ir até Versalhes, quando estive em Paris.
Mas numa próxima oportunidade certamente irei.

responder
Eliana C. Pereira

O Palácio de Versalhes é lindo demais!!! Tenho muita vontade de voltar, pois já faz muuuito tempo que fui… As fotos estão lindas e o post está bem detalhado… Parabéns!!!

responder
Cristina

Adorei o post! Super informativo! Eu vou para Paris e vou seguir as tuas dica para ir a Versalles.

responder
Cristina Rosa

Adorei o post! Super informativo! Eu vou para Paris e vou seguir as tuas dica para ir a Versalles. Qto tempo é de Pris a Versalles em trem?

responder
Pedro

Ah, Versalhes! Que saudades deu agora lendo seu post… sempre que vou a Paris digo que quero voltar lá mas, por um motivo ou outro, acabo não visitando. Na próxima vez, espero!

responder
Edson

Oi Marianne, post muito completo! Nós fizemos um bate e volta também bem rápido a partir de Paris e pegamos um dia MUITO cheio. Suas dicas são excelentes.

responder
Viajante Comum

Jardins simplesmente maravilhosos!! E a sala dos espelhos, então! Adorei o relato e as fotos! Beijos!

responder
Tássia

Muito completo esse post, adorei! Tem tudo que a gente precisa saber! Parabéns pelos detalhes!! 😉

responder
Keul Fortes

Que lugar hein? Versalhes é um passeio especial a qualquer ida a Paris. Parabéns pelo post! =)

responder
Viajar pela história - Catarina Leonardo

Belissima informação sobre este magnífico Palácio. Já estive em Paris mas ainda não fui. Já fiquei com uma ideia bem completa.

responder
Michela Borges Nunes

Concordo contigo. No verão e na primavera deve ser incrível o jardim. Nós fomos no inverno e já amei o passeio. Sorte a tua ter ido também no verão. E esse palácio é mesmo lindo. Minha filha até hoje lembra da Galeria dos Espelhos. Deu saudade lendo. E adorei o post bem completo e com dicas boas demais.

responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *